Os piores assassinos canibais do mundo

destaq02

Não há nada tão nojento que as pessoas que torturam, assassinam e canibalizam os seres humanos. No passado os seres humanos têm praticado canibalismo em muitas partes do mundo. Hoje, o Korowai são uma das poucas tribos que acreditaram que comer carne humana como uma prática cultural. Mas este artigo não irá cobrir esse caso, apenas casos de pessoas que tenham cometido canibalismo criminal.

Vince Weiguang Li
Canadá

vince-weiguang-li

Vince Weiguang Li nasceu em Dandong, na China, em 30 de abril de 1968. Ele imigrou para o Canadá a partir de China em 11 de junho de 2001, e tornou-se um cidadão canadense oficial 7 de novembro de 2006. Na noite de 30 de julho de 2008, um canadense de 22 anos de idade chamado Tim McLean estava andando no mesmo ônibus Greyhound como Vince Weiguang Li. O ônibus viajava de Edmonton para Winnipeg. De acordo com testemunhas, enquanto McLean estava dormindo no ônibus, Li de repente puxou uma grande faca e começou a esfaqueá-lo várias vezes no pescoço e tórax, até que ele o decapitou. Li então exibida a cabeça decepada de McLean para outros passageiros, eles fugiram do ônibus em horror.

Um outro evento teve lugar cerca de 30 km a oeste de Portage la Prairie, Manitoba na Trans Canada Highway. Em várias ocasiões, Li voltou para o corpo, e pagava partes cortadas de sua vitima, e consumiu alguns pedaços de carne de McLean. A Polícia Montada Real Canadense (RCMP) responderam à chamada e encontrou o suspeito ainda a bordo do ônibus. Os outros passageiros estavam amontoados na beira da estrada, alguns deles chorando e vomitando. Testemunhas continuamente observado o suspeito esfaquear e cortar o corpo de McLean, e carregando a cabeça cortada de McLean.

Cinco horas após o assassinato, o suspeito tentou fugir do ônibus, quebrando uma janela.Vince Weiguang Li foi algemado e colocado na parte traseira de um carro da polícia. Dentro dos bolsos, a polícia encontrou partes do corpo da vítima. Isso incluiu os ouvidos de McLean, nariz e língua. Os olhos da vítima e parte de seu coração nunca foram recuperadas e se presume ter sido comido por Li. O julgamento de Vince Weiguang Li começou em 3 de março de 2009 e ele não pode ser responsável criminalmente devido à insanidade. Ele foi detido para um estabelecimento de saúde mental de alta segurança, onde permanece até hoje.

 

 

 

Matej Curko
Eslováquia

kanibal-matej-curko

Até agosto de 2011, as pessoas na aldeia de Sokol, Eslováquia, tinham Matej Curko como um cara comum que vivia com sua esposa e dois filhos. Na realidade, ele é a última pessoa que alguem suspeitaria de ser um canibal. Mas as aparências enganam e Curko era um cruel assassino que canibalizava as vítimas que ele conheceu na Internet. Nós nunca iremos saber a história completa por trás do “Cannibal eslovaco”, porque ele foi baleado e morto pela polícia.

No entanto, em suas conversas on-line, Curko é citado como dizendo: “Eu não sou um estuprador, nem gay, eu sou apenas um pervertido que quer sentir a morte.” No verão de 2011, a polícia foi contactado por um suíço que disse que Curko estava tentando coagi-lo em suicídio e canibalismo na Internet. A polícia respondeu e decidiu montar uma operação,e on-line marcou um encontro com Curko onde foi levado a um encontro com um agente. Após policiaiss correrem para o local, Curko sacou uma arma,  um franco-atirador atirou cinco vezes. Curko morreu mais tarde no hospital. Depois de uma busca na sua casa, a polícia encontrou uma grande coleção de partes do corpo humano em sua “geladeira de horrores”. Curko mantinha as partes dos corpso de suas vítimas para consumo posterior. Dentro da geladeira, a polícia encontrou os restos mortais de duas mulheres eslovacas que desapareceram em 2010.

A polícia está agora a tentar ligar Matej Curko ao desaparecimento de trinta mulheres italianas entre janeiro de 2009 e maio de 2011. O caso chocou as pessoas na Eslováquia e nos fez pensar como um homem aparentemente normal pode realizar tais atos violentos.

 

 

 

Jarno Elg
Finlândia

max555x555

Jarno Elg é responsável pelo homicídio mais cruel na história da Finlândia. Em 1975, Ele nasceu em Hyvinkää, na Finlândia. Quando criança, ele tinha uma longa história de violência para com os animais. Em um caso, Ele matou um cão com um tubo de metal. Em 21 de novembro de 1998, Jarno entrou na casa de um homem não identificado e estrangulo ele até a morte. Ele, então, continuou a dissecar o homem, enrolou a cabeça em fita adesiva, e começou a comê-lo com um grupo de cúmplices. Elg tinha três cúmplices e tomaram várias partes do corpo do homem e utilizá-los em um ritual satânico, que incluía a torturar da vítima enquanto escuta o álbum Chronicle Cainian da banda de black metal norueguês antigo.

A investigação criminal começou quando uma perna decapitado foi encontrado em um local de despejo, dando o nome de “assassino do lixão” para o caso. Jarno Elg foi localizado pela polícia e condenado à prisão perpétua pelo assassinato de um homem de 23 anos de idade, e comer algumas de suas partes do corpo. O Tribunal Distrital Hyvinkaa no sul da Finlândia condenou os cúmplices Terhi Johanna Tervashonka, 17, a oito anos e seis meses de prisão e Mika Kristian Riska, 21 anos, a dois anos e oito meses. Dizia-se que as três pessoas “foram fortemente influenciados pelo satanismo.” O tribunal declarou a maior parte dos detalhes do caso selado por 40 anos. Por esta razão, apenas uma quantidade limitada de informação está disponível.

 

 

 

José Luis Calva
México

jose-luiz-calva
Em 1969, José Luis Calva nasceu na Cidade do México. Ele teve uma infância traumática que estava cheio de abuso sexual e da morte de seu pai. Em outubro de 2007, a Polícia Federal Preventiva visitou a casa de Calva para prendê-lo pelo desaparecimento de sua namorada Alejandra Galeana. Como a polícia entrou em sua casa, eles encontraram Calva comendo um prato de carne humana temperada com limão. Dentro de seu apartamento, a polícia encontrou o corpo mutilado de sua namorada no armário, restos humanos na geladeira, uma frigideira cheia de carne humana cozida, e tecido muscular em uma caixa de cereal. Calva tentou fugir pulando por uma janela, mas foi ferido e preso. Dentro de seu apartamento, a polícia encontrou um romance inacabado intitulado Instintos canibais que levavam em sua capa uma imagem mascarada de Hannibal Lecter. A polícia também encontrou uma foto de Anthony Hopkins interpretando Hannibal Lecter. A imprensa mexicana apelidou Calva de “poeta canibal” o caso chocou até mesmo o veterano mais endurecido da polícia da cidade do México. José Luis Calva foi acusado de dois crimes de homicídio na Cidade do México, condenado e sentenciado a 84 anos de prisão. Há evidências circunstanciais de que o liga ao assassinato de oito meninas separadas. No início da manhã de 11 de dezembro de 2007, Calva cometeu suicídio na prisão e foi encontrado pendurado pelo cinto.

 

 

 

Yoo Young-chul
Coréia do Sul

yoo-young-chul

Yoo Young-chul é um serial killer sul-coreano e confesso canibal. Como criança, Young-chul era um mutilador de cães e foi condenado por isso, mais logo saiu por ser menor de idade na época. Ele era um inesperado bebê indesejado, que viveu na pobreza, com seu pai, um veterano da Guerra do Vietnã. Entre 2003 e 2004, Yoo Young-chul assassinou 21 pessoas, a maioria prostitutas e velhos ricos. Ele agredia as vítimas e matava com um martelo. Young-chul, então, decapitava a pessoa e despejava sua cabeça em um canteiro de obras. Ele mutilou pelo menos 11 de suas vítimas e comeu sua carne e fígado crus. Atos de Yoo Young-chul foram considerados os piores assassinatos em série da história da Coreia.

Quando lhe pediram para explicar seus motivos, Yoo disse na frente de uma câmera de TV “As mulheres não devem ser putas, e os ricos devem saber o que eles fizeram.” Young-chul foi condenado à morte em 19 de junho de 2005, pelo Supremo Tribunal Federal e permanece no corredor da morte na Coreia do Sul. Seu caso alimentou o debate sobre a pena capital na Coréia do Sul. Depreende-se que a pena de morte pode ser abolida antes de sua prisão, mas o apoio à pena de morte tem crescido desde então. Coreia do Sul é um dos únicos quatro democracias industrializadas desenvolvidos que ainda têm a pena de morte (os outros são Estados Unidos, Japão e Taiwan).

 

 

 

Jeffrey Dahmer
EUA

jeffrey_dahmer

Dahmer nasceu em Milwaukee, Wisconsin, no dia 21 de maio de 1960, às 15h34m. Filho de Lionel e Joyce Dahmer. Sua família em breve se mudou para Bath, Ohio, onde estudou na Revere High School. Lá Dahmer jogava tênis e tocava clarinete. Dahmer dissecava animais mortos e em sua adolescência e tinha até um cemitério particular nos fundos de sua casa. Era alcoólatra e solitário. Muitos de seus colegas o descreviam como “estranho” e “bizarro” por causa das constantes brincadeiras que cometia. Tudo parte de uma tentativa de Dahmer de se entrosar entre os colegas, algo em vão. Aos 15 anos seus poucos colegas perceberam que Dahmer era alcoólatra, em entrevista a Philips no ano de sua morte, confirmou que seus desejos e fantasias assassinas começaram nessa epôca, não por causa do alcoolismo, Jeffrey bebia para poder esquecer oque pensava.

Em 1982 Dahmer mudou-se para casa da sua avó, em West Allis, Wisconsin, onde morou durante seis anos. No Verão de 1988 a sua avó pediu-lhe que saísse de casa, devido as suas noitadas, estranha personalidade e os maus cheiros provenientes do porão. Dahmer mudou-se para um apartamento em Milwaukee’s West side.
A 25 de Setembro de 1988 foi detido por molestar um rapaz de 13 anos. Foi novamente condenado a um ano, tendo cumprido 10 meses. Dahmer convenceu o juiz que precisava de terapia e foi liberto. Pouco depois começou uma onda de crimes, matando quase uma pessoa por semana, que só terminaram em 1991.

Nas primeiras horas da manhã do dia 30 de Maio de 1991, Konerak Sinthasomphone (irmão mais novo do rapaz que Dahmer tinha molestado), de 14 anos, foi encontrado na rua nu, sob influência de drogas e sangrando pelo ânus. Os relatórios sobre o estado do rapaz variaram. Dahmer disse à polícia que Sinthasomphone era seu namorado e que eles tiveram um desentendimento enquanto bebiam. Contra os protestos do rapaz, a polícia devolveu-o a Dahmer. A polícia sentiu um odor estranho em Dahmer, mas não investigou. Mais tarde foram encontrados corpos, atrás do seu quarto, entre eles o de Sinthasomphone. Dahmer matou e desmembrou Sinthasomphone, guardando o seu crânio como lembrança. John Balcerzak e Joseph Gabrish, os dois polícias que devolveram Sinthasomphone a Dahmer, foram despedidos, depois das suas ações terem sido bastante publicitadas (incluindo uma cassete em que os polícias faziam depoimentos homofóbicos e piadas sobre como tinham reunido “os amantes”).
No Verão de 1991, Dahmer matava aproximadamente uma pessoa por semana: Matt Turner (30 de Junho), Jeremiah Weinberger (5 de Julho), Oliver Lacy (12 de Julho) e Joseph Brandehoft (18 de Julho).

Em 22 de Julho de 1991 Dahmer atraiu Tracy Edwards a sua casa. Segundo a vítima, ele e Dahmer lutaram para este lhe pôr algemas. Edwards conseguiu escapar e chamou a polícia, conduzindo-a até ao apartamento de Dahmer. Quando percebeu que tinha sido apanhado tornou-se violento, mas um policial subjugou-o. Foram encontradas várias fotografias de vítimas assassinadas, despojos humanos (incluindo cabeças e pênis), alguns deles guardados no frigorífico. A história da detenção de Dahmer e o inventário ao apartamento 213 ganhou grande notoriedade: vários cadáveres foram encontrados em vasilhas de ácido, várias cabeças foram encontradas no seu frigorífico, e um altar de velas e crânios humanos foi descoberto no seu armário. Dahmer foi acusado de praticar necrofilia, canibalismo e uma forma de trepanação, para criar “zombies”.

Jeffrey Dahmer foi oficialmente acusado de 17 assassinatos, que mais tarde foram reduzidos a 15. As acusações eram tão pesadas, que as autoridades nem o acusaram da tentativa de homicídio de Edwards. O julgamento começou em Janeiro de 1992. Apesar de todas as provas apontarem para si, Dahmer declarou-se inocente e alegou insanidade. O tribunal considerou Dahmer culpado dos 15 homicídios, e condenou-o a 957 anos de prisão. Mais tarde Dahmer exprimiu remorsos e disse que desejou a sua própria morte.

 

 

 

Gostou? curta nossa Fan page aqui.

COMENTÁRIOS