O exército fantasma da Segunda Guerra Mundial

tropa fantasma

A história dos soldados norte-americanos que usavam tanques infláveis e efeitos sonoros para espantar os inimigos.

exercito fantasma

Mais uma daquelas histórias impressionantes da Segunda Guerra Mundial que virou documentário: era junho de 1944 quando dois franceses desavisados entraram no perímetro de segurança da Vigésima Terceira Tropa de Forças Especiais dos EUA e viram, incrédulos, quatro soldados norte-americanos carregando um grande tanque de guerra. Um dos soldados, diante da cara dos franceses, apenas respondeu: “Os americanos são muito fortes.”

No entanto, não se tratava da força dos soldados, mas da leveza do tanque que era, na verdade, feito de borracha inflável. Este episódio foi documentado numa pintura (logo abaixo) por um dos soldados da tropa, que era mais conhecida como The Ghost Army (o Exército Fantasma). O grupo, que desembarcou na França no verão de 1944, foi recrutado em faculdades de arte e em agências de publicidade e tinha como principal arma a criatividade. Sua missão? Enganar as tropas de Hitler.

exercito fantasma 02

 

Esse pelotão, ao contrário de todos os outros, não queria matar ninguém, eles desejavam apenas enganar. Alguns atores, que faziam parte do Exército Fantasma, tinham como missão espalhar mentiras. Eles iam a bares, disfarçados de soldados ou de superiores, e contavam histórias de ataques iminentes, movimentação do exército e todo tipo de mentira, para criar boatos falsos, que deixariam os generais nazistas confusos.

O foco dos “fantasmas” era enganar os inimigos no próprio campo de batalha. Usando sons gravados, tanques de plástico e efeitos de luz, eles eram capazes de dobrar o tamanho de uma companhia. Durante a Operação Bettembourg, em setembro de 44, os americanos tinham um número pequeno de soldados para tomar a cidade de Metz, por isso o 23rd Headquarters Special Troops foi convocado com seus alto-falantes e tanques infláveis. Antes de sua chegada ao local, os nazistas haviam partido em retirada.

exercito fantasma 03

 

exercito fantasma 04

 

A mais famosa manobra feita pelo Exército Fantasma aconteceu na travessia do Reno, quando eles, junto com um pequeno grupo de soldados de verdade, levaram os nazistas a acreditarem haver 30 mil soldados americanos, quando na verdade não existia um terço desse número. Graças a isso, os americanos puderam cruzar o rio sem perder nenhum homem.

exercito fantasma 05

exercito fantasma 06

 

Os soldados, que fizeram parte do Exército Fantasma, foram proibidos, após a guerra, de contarem sobre seus feitos ou falar a parentes o que tinham feito. Somente em 1996, o governo americano liberou informações sobre essa unidade, fazendo ela deixar de ser secreta. Acredita-se que, pelo menos, 30 mil vidas americanas tenham sido salvas por esses artistas e suas enganações.

O diretor de cinema Rick Beyer ficou sabendo da história e maravilhado com ela resolveu procurar e entrevias os dezenove veteranos da tropa que ainda estavam vivos. O resultado está no documentário The Ghoust Army, lançado na rede de televisão estadunidense PBS. Veja o trailer abaixo:

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe clicando aqui!

COMENTÁRIOS