Conheça os estádios que serão usados para a Copa do Mundo 2014

destaq

destaq

A Copa do Mundo esta chegando ao Brasil e começa neste dia 12 de junho – Quinta feira com o jogo de abertura sendo realizado na Arena de São Paulo entre Brasil e Croácia.
Todos nós seguimos as noticias sobre obras super faturadas, “como já é de costume aqui no Brasil” então vamos da uma conferida aonde gastaram nossos bilhões de reais.

 

Estádio Mineirão – Belo Horizonte

mineirao

Localizado no bairro da Pampulha e inaugurado em 5 de dezembro de 1965, o estádio pertence ao governo estadual de Minas Gerais, com o nome oficial de Estádio Governador Magalhães Pinto. Mas o certo é que é por “Mineirão” que os torcedores vão perguntar durante o torneio. 

 

Estádio Nacional de Brasília – Brasília

estadio nacional

O antigo estádio Mané Garrincha, praticamente demolido, deu lugar a uma arena que conta com uma nova fachada, com cobertura em estrutura metálica, novas arquibancadas e um gramado rebaixado para permitir uma visão completa do jogo.

Este será o terceiro estádio da capital brasileira, somando-se ao Serejão, casa do Brasiliense, e ao Bezerrão, que foi recentemente reformado e reinaugurado em 2008. Após a Copa, a ideia é que a arena seja usada para shows e espetáculos culturais de grande porte.

 

Arena Pantanal – Cuiabá

arena pantanal

Especialmente construída para o torneio, a Arena Pantanal terá capacidade para 39.859 espectadores, ocupando o terreno em que antes estava o Estádio José Fagelli, e vai acolher quatro partidas do Brasil 2014. Esse espaço multiuso terá, no entanto, uma estrutura modelar, que poderá ser reduzida depois do Brasil 2014. Coberta, ela poderá receber eventos diversificados, como shows, exposições e feiras. Clubes tradicionais na região como o Mixto e o Operário também podem aproveitar essa estrutura.

 

Arena da Baixada – Curitiba

arena da baixada

Desde que foi reinaugurado em junho de 1999, o tradicional Estádio Joaquim Américo, conhecido como Arena da Baixada, tem a reputação de ser um dos mais modernos e bem estruturados do Brasil.

Para receber o evento, o estádio passará por mais uma fase de obras, durante a qual receberá uma série de adaptações e em que será construído mais um lance de arquibancadas paralelas ao campo. A capacidade será aumentada assim para 38.533 mil pessoas, para que o estádio possa abrigar quatro jogos do Mundial de 2014.

 

Estádio Castelão – Fortaleza

castelao

Construído em 1973, o Estádio Governador Plácido Castelo, conhecido popularmente como Castelão, foi inteiramente reformado para acolher confortavelmente públicos de até 60.348 pessoas. A arena ganhou um estacionamento coberto com 1.900 vagas e conta com estrutura de camarotes, área VIP, setor de imprensa, zona mista e vestiários totalmente renovados. Todos os assentos são protegidos por uma cobertura, mesmo aqueles situados no anel inferior, mais próximo ao gramado.

 

Arena Amazônia – Manaus

Arena Amazônia

A Arena Amazônia, antigo Estádio Vivaldão, pode não ser um palco tradicional do futebol brasileiro, mas certamente atrairá um grande número de torcedores graças à sua localização privilegiada, no coração da maior floresta em área contínua do mundo. 

 

Estádio das Dunas – Natal

estadio das dunas

Para que a capital potiguar se tornasse uma das 12 sedes da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™, porém, era necessária uma estrutura maior e mais moderna. A solução encontrada foi demolir completamente tanto o Machadão quanto o ginásio anexo Humberto Nesi, conhecido como Machadinho.

O resultado é o projeto do Estádio das Dunas, com capacidade para 38.958 espectadores, cuja referência a uma das atrações naturais mais impressionantes da região de Natal não se limita ao nome, mas também à ousada construção ondulada que imita dunas de areia.

 

Estádio Beira-Rio – Porto Alegre

beira rio

Maior estádio da região Sul do país, o “Gigante do Beira-Rio”, batizado Estádio José Pinheiro Borda, foi inaugurado em 1969 depois de quase uma década de obras em que a participação da torcida do Inter foi efetiva: os colorados contribuíram com tijolo, cimento e ferro, e alguns chegaram a deixar o Estádio dos Eucaliptos quando o time ia mal para “torcer” pelos pedreiros que trabalhavam no Beira-Rio.

O projeto de modernização do Beira-Rio, custeado pelo próprio Internacional através do programa “Gigante para Sempre”, tem como ponto alto a instalação de uma inovadora cobertura metálica que protegerá os assentos, as rampas e o acesso aos portões. O projeto modular foi adotado para garantir a agilidade da construção, dividida em etapas, e evitar a interdição do estádio durante as obras. Depois da reforma, o Beira-Rio terá capacidade para 42.991 espectadores.

 

Arena Pernambuco – Recife

Arena Pernambuco

A arena, cercada por outros empreendimentos, fica localizada em São Lourenço da Mata, na zona metropolitana da cidade, a 19 km do Aeroporto Internacional dos Guararapes. O projeto é visto como uma alavanca econômica para a expansão da Grande Recife, em uma região considerada carente. Estima-se que o local se desenvolva em um bairro com cerca de cinco mil unidades residenciais.

Com capacidade para 42.583 pessoas e construída por meio de uma parceria público-privada, a Arena Pernambuco passa a acolher partidas do Náutico, depois de acordo fechado com o clube alvirrubro em outubro de 2011.

 

Estádio do Maracanã – Rio de Janeiro

Estádio do Maracanã - Rio de Janeiro

Construído para a Copa do Mundo da FIFA 1950 e imortalizado como palco da inesquecível final entre Brasil e Uruguai, um dos capítulos mais marcantes da história do torneio, o Estádio Jornalista Mário Filho, no Rio de Janeiro, reassume a condição de protagonista no Brasil 2014. Estádio que abrigará o maior número de partidas da competição, sete confrontos no total, o Maracanã receberá a grande decisão no dia 13 de julho.

De cara nova para o Mundial, o estádio que ficou conhecido como “Maior do Mundo” – chegou a receber 200 mil torcedores e detém vários dos maiores recordes de público da história do futebol – tem agora capacidade para 74.689 espectadores e continua sendo o maior do país. Respeitando sua concepção original, o projeto de reforma incluiu a demolição total do anel inferior para a construção de uma nova arquibancada com melhor visibilidade, a maximização das rampas monumentais e a substituição de todos os assentos, além da instalação de uma nova cobertura, que captará água da chuva para reuso. A fachada, tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, permanecerá intacta.

Segundo ponto turístico mais visitado do Rio de Janeiro, o Maracanã não deixou de receber apaixonados por futebol de todas as partes do mundo durante as obras. Os visitantes puderam acompanhar a movimentação dos operários da Torre de Vidro, criada especialmente para a ocasião, e até levar para casa um pedaço do estádio como lembrança.

 

Arena Fonte Nova – Salvador

Arena Fonte Nova - Salvador

Primeira capital do Brasil, Salvador receberá a Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™ em casa nova: palco de grandes confrontos do futebol baiano como o clássico Ba-Vi, a Fonte Nova, oficialmente Estádio Octávio Mangabeira, foi implodida para dar lugar a uma moderna arena com capacidade para 51.708 espectadores, que sediará quatro confrontos da primeira fase do torneio.

Inaugurado em 28 de janeiro de 1951, o estádio da capital baiana foi utilizado até novembro de 2007 e três anos depois foi demolido. A novíssima Arena Fonte Nova teve as características originais mantidas e ganhou uma cobertura com estrutura metálica leve, além de um restaurante panorâmico e um museu do futebol. O complexo passará a abrigar muito mais do que partidas de futebol: prédios que comportarão estacionamento, shopping, hotéis e uma casa de shows fazem parte do projeto, que seguiu um modelo de parceria público-privada.

A nova estrutura certamente está à altura das partidas que serão disputadas no gramado da Fonte Nova. Três dos quatro duelos que acontecerão no estádio durante a primeira fase terão como protagonistas cabeças de chave de seus grupos. A capital baiana ainda receberá uma partida eliminatória das oitavas de final e uma das quartas de final.

 

 

Arena de São Paulo – São Paulo

Arena corinthias

Dos três maiores clubes da cidade de São Paulo, o único que não possuía um estádio particular com tamanho e infraestrutura suficientes para abrigar seus jogos era justamente aquele de torcida mais numerosa: o Sport Club Corinthians Paulista.

Pois o antigo sonho da nação corintiana convergiu com a realização da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™, e o resultado foi a construção da Arena de São Paulo, no bairro de Itaquera, na Zona Leste da cidade – um tradicional reduto de corintianos.

O projeto de construção do estádio prevê o fomento à Zona Leste, uma das regiões da capital paulista mais carentes de recursos, onde vivem quase 4 milhões de pessoas, e a qualificação profissional de centenas de trabalhadores. No total, cerca de seis mil pessoas devem ser empregadas direta e indiretamente ao longo do período de construção. 

A Arena de São Paulo, com capacidade para 61.606 espectadores, sendo 20 mil em estrutura temporária, foi a escolhida para receber a partida de abertura da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014™, e abrigará ainda outros cinco jogos, entre os quais uma das semifinais.

linha

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe clicando aqui.

COMENTÁRIOS