Conheça algumas lendas que são reais

lendas urbanas

Você provavelmente já escutou muitas lendas e histórias bizarras durante a sua vida, mas já parou para pensar que algumas delas podem ser verdadeiras? Existem algumas histórias que ouvimos desde a infância e que são reais, ou quase reais.

1 – A Loira do Banheiro

loira do banheiro

Quase todas as crianças e adolescentes do Brasil já ouviram a lenda assustadora do fantasma da loira do banheiro. Essa tal loira realmente existiu e viveu na região do Vale do Paraíba, em São Paulo.

Essa loira seria Maria Augusta, filha do visconde Franciscus D’A Oliveira Borges e da viscondessa Amélia Augusta Cazal. A família vivia em Guaratingetá. A loira do banheiro era uma jovem muito bonita, que foi obrigada a se casar, com apenas quatorze anos de idade, com um conselheiro do Império, Dr. Francisco Antônio Dutra Rodrigues.

Maria Augusta e seu marido não se davam bem, fato que levou a jovem a fugir para a Europa. Maria Augusta viveu na França até 1891, ano em que ficou doente, quando tinha apenas 26 anos de idade. A jovem acabou morrendo de Pneumonia. O transporte do corpo para o Brasil foi demorado e a família da jovem sofreu muito.

Antes de ser enterrada, Maria Augusta ainda teria ficado em visitação pública em uma urna de vidro por semanas, pois sua mãe se recusava a sepultá-la. A casa onde viveu a família de Maria Augusta é hoje a Escola Estadual Conselheiro Rodrigues Alves, de Guaratinguetá. Dizem que o espírito da jovem loira ainda é visto por lá.

 

2 – Chamadas Estranhas

chamada telefonica

Algumas lendas indicam que pessoas teriam recebido ligações telefônicas de outras que tinham acabado de falecer. Em 2008, por exemplo, depois de um acidente envolvendo dois trens e que provocou a morte de 25 pessoas, a família de Charles Peck, um dos passageiros, começou a receber ligações. Foram 35 chamadas realizadas do celular de Peck, que morreu preso às ferragens. Até hoje ninguém conseguiu explicar como as ligações foram feitas.

 

3 – Elevador da Morte

eelvador sinistro

Em 2003, um médico residente chamado Hitoshi Nikaidoh ficou preso na porta de um elevador de um hospital dos EUA. O elevador começou a subir e o médico teve a sua cabeça partida pela metade.

 

4 – Suicídios Sinistros

suicida

O britânico David Phyall decidiu cometer suicídio cortando a própria cabeça com uma serra elétrica. A decisão foi tomada porque David se recusava a deixar o prédio onde vivia, que tinha sido decretado como condenado pelas autoridades. O inglês chegou a receber 11 ofertas de acomodações alternativas, mas se recusou a deixar a sua casa. Phyall utilizou um temporizador para acionar a motosserra que cortou seu próprio pescoço.

linha

Fonte: Site de Curiosidades

 

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe clicando aqui.

COMENTÁRIOS