As piores seleções da historia das Copas do Mundo

destaq

Diferente dos eternos campeões e seus craques habilidosos, alguns times já fizeram muito feio em algumas edições do evento mais importante no mundo do futebol

seleçoes

Ano de Copa aqui no Brasil é assim: todo mundo enche a casa de bandeiras da seleção, compra o álbum de figurinhas, além de apitos e cornetas dos mais variados modelos, e alguns até pintam a rua ou o rosto de verde e amarelo. Depois de toda essa fé, tudo o que nos resta é ficar na torcida para que nossos jogadores mandem bem em campo.

Contudo, nem tudo é festa e magia com alguns times que já carimbaram o passaporte em edições anteriores desse megaevento, e que fizeram feio — aliás, muito feio. Confira algumas seleções que acabaram deixando a Copa com aquela humilhação nas costas:

 

Grécia de 1994

seleção da grecia

Os gregos tiveram sua estreia no Mundial justamente no ano de 1994 — ano em que o Brasil levantou a taça do tetra nos EUA —, mas eles deixaram muito a desejar: foi a primeira seleção europeia a ser eliminada do Mundial sem pontos nem gols.

 

Arábia Saudita de 2002

arabia saudita

Mesmo com a escassez de gols nas últimas edições do evento (antes os placares eram bem extensos), o século 21 entregou a coroa do rei dos sacos de pancada para os árabes. O que eles fizeram para merecer isso? Sofreram 12 gols em apenas três jogos, sendo que oito deles foram contra a Alemanha, logo no primeiro jogo. Voltaram pra casa sem nenhum gol marcado e nenhum ponto somado na tabela — nesse ano o Brasil foi penta.

 

Zaire de 1974

zaire

Hoje conhecido como República Democrática do Congo, a seleção do Zaire chegou sem ânimo algum para a edição de 1974 do Mundial, sabendo que não receberia nenhum pagamento do governo local. O resultado não poderia ter sido diferente: 14 gols sofridos e nenhum marcado, com direito a uma sacolada de 9 a 0 para a Iugoslávia.

 

El Salvador de 1982

el salvador

Quebrar recorde no esporte é algo que instiga muitos jogadores — mas quando o recorde é negativo, como faz? Foi isso o que aconteceu com a turma de El Salvador em 1982, que tomou nada menos do que 10 gols contra a Hungria e foi eliminada sem nenhum ponto da Copa, marcando apenas um gol.

 

Coreia do Sul de 1954

coreia do sul

Com uma seleção totalmente amadora e despreparada — formada por integrantes do exército local —, os coreanos levaram dois chocolates, e dos grandes: 9 a 0 para a Hungria na primeira partida e 7 a 0 no segundo jogo, para a Turquia. Atualmente, a Coreia do Sul é a maior potência do futebol asiático — nem a mãe Dináh conseguiu prever essa.

 

Bolívia de 1950

bolivia

Mesmo bastando apenas uma vitória simples para os bolivianos avançarem para a próxima fase do Mundial de 1950, diante do Uruguai, não teve jeito: eles tomaram uma chuva de oito gols — sem contar o baile. Essa edição da Copa foi aqui no Brasil e esse jogo ocorreu no Estádio Independência, em Minas Gerais.

 

Haiti de 1974

hait

Estreante na edição de 1974, a equipe da América Central terminou aquela Copa com 14 gols sofridos em três jogos, com direito a uma lavada de 7 a 0 diante da Polônia. Porém, o que foi feio mesmo foi a descoberta de doping do jogador Ernst Jean-Joseph — o primeiro registrado na história do torneio — pelo uso de efedrina. Resultado: ele foi torturado pelo ditador da época e ficou preso durante dois anos.

E você, leitor, lembra mais algum vexame na história dos Mundiais? Não deixe de compartilhar sua opinião com a gente nos comentários abaixo.

seprar fotos

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe clicando aqui!

COMENTÁRIOS