10 das coisas mais legais no fundo do mar

capa

A Terra é 70% de água, a maioria dos quais ainda é são inexploradas e cheias de cidades perdidas, tesouros enterrados e navios que hoje repousam no fundo do oceanos. Por essa razão, o Curioso Mundo decidiu preparar uma lista com algumas das coisas mais interessantes que estão submersas.

capa

 

1. As ruínas de Phéia

A cidade de Phéia ficou famosa na obra máxima de Tucídides, a história da Guerra do Peloponeso, onde várias cidade-estado gregas tiveram de tomar partido no conflito entre Atenas e Esparta. A guerra durou cerca de 30 anos, envolvendo todo o mar Egeu e o norte do Mediterrâneo. Phéia foi conquistada por Atenas e se tornou uma das principais cidades responsáveis pela construção dos navios da frota de Péricles.

Aproximadamente no século V, um terremoto na região levou toda a cidade para o fundo do mar. Phéia só veio a ser redescoberta em 1911, submersa a cinco metros da superfície do mar Egeu.

As ruínas de Phéia

 

2. Mar Sem Fim

Em abril, um iate de 76 pés brasileiro chamado (Mar Sem Fim) afundou na costa da Antártida, provavelmente devido à compressão de gelo e ventos fortes.

Quatro membros da tripulação foram resgatados do iate, que é propriedade do jornalista brasileiro João Lara Mesquita, que estava na região produzindo um documentário.

mar sem fim

 

3. O navio fantasma

O navio fantasma foi descoberto em 2003 por uma tripulação que estava procurando os restos de um avião suíço, que teria afundado no mar báltico durante a Segunda Guerra mundial. Depois de sete anos, uma expedição arqueológica foi montada para investigar melhor o naufrágio.

Batizado de navio fantasma, os arqueólogos descobriram se tratar de uma embarcação holandesa datada de 1650. Como o mar báltico quase não tem corrente e possui uma salinidade muito abaixo da média, o navio se encontrava em um estado impecável para os seus 400 anos.

o navio fantasma

 

4. O Museu Subaquático de Arte

Este museu, localizado na costa de Cancun no México, é um projeto conjunto do inglês Jason DeCaires Taylor, Jaime Gonzalez e Roberto Diaz. Preocupados com o avanço do desgaste nas barreiras de recifes locais, graças a furacões, tempestades tropicais e à ação humana, os três tiveram a ideia de afundar estátuas antropomórficas com o objetivo de ajudar a formação de novos habitats marinhos, dando origem ao museu.

Atualmente, o Museu Subaquático de Arte conta com três “salões” enormes, na verdade espaços temáticos separados, e mais ou menos 460 obras. A maioria delas são estátuas realistas na forma de seres humanos feitas de concreto.

O Museu Subaquático de Arte

 

5. A cidade perdida de Alexandria

A capital do Egito Ptolomaico, fruto da conquista de Alexandre, o grande, se encontra hoje no fundo do Mediterrâneo. Considerada como uma das mais belas e importantes cidades da antiguidade tardia, Alexandria foi afundada há cerca de 1.600 anos depois de um grande terremoto.

Apenas em 1998 uma expedição arqueológica começou a desenterrar a cidade de Cleópatra, descobrindo alguns dos registros históricos mais importantes da última década. Estátuas, esfinges, colunas, templos e fundações, todas estas coisas levaram a costa da Alexandria moderna a ser considerada um dos sítios arqueológicos mais importantes do mundo.

A cidade perdida de Alexandria

 

6. O Cristo do Abismo

O Cristo do Abismo é uma imensa escultura de Jesus, feita em bronze, e que foi submergida no mar de San Fruttuoso, uma pequena região do Mediterrâneo entre Camogli e Portofino na Itália. A estátua de dois metros e meio de altura foi afundada em 1954 em uma profundidade de 17 metros.

A obra foi criada por Guido Galleti, e o seu estranho local de repouso foi escolhido por marcar o ponto onde o primeiro mergulhador italiano morreu. Ela mostra um Jesus em uma expressão de paz e conforto, olhando em direção aos céus.

O Cristo do Abismo

 

7. O Recife Memorial de Netuno

Cobrindo 16 acres do fundo do oceano, o Recife Memorial Netuno é o maior recife artificial do mundo. Ele foi concebido originalmente por Gary Levine e Kim Brandell e seu objetivo era ser um mausoléu para pessoas que optassem por morrer cremadas. A necrópole submarina possui algumas estradas que levam até uma câmara central com bancos e um incrível estatuário.

O local fica cerca de três quilômetros de Key Biscane, na Flórida. Atualmente, este cemitério submarino acomoda cerca de 850 pessoas, com um objetivo de ser expandido para uma capacidade de 120 mil. Os restos cremados de pessoas interessadas em participar do projeto são misturados ao cimento das construções do recife, no fim, placas são colocadas com os nomes dos mortos.

O Recife Memorial de Netuno

 

8. A cidade pirata de Porto Real

Port Royal era o principal recinto dos piratas no Caribe. Localizada na Jamaica, a cidade ganhou fama no século XVII de “cidade mais rica” e “cidade mais pervertida” do mundo. A falta de controle efetivo de uma nação tornou-a o destino preferido dos famosos bucaneiros. Nações de menor desenvolvimento naval na época, como a Inglaterra, iam até a cidade para contratar corsários para roubar e afundar galões espanhóis e franceses.

Com o terremoto de 7 de Junho de 1692, que fez com que 2/3 da cidade afundasse no mar caribenho, muitos locais passaram a acreditar que este havia sido um “Ato Divino” pelos pecados cometidos de forma impune naquele local.

A cidade pirata de Porto Real

 

9. A caixa de correio submersa

O primeiro e único posto de correio localizado dentro do mar. Em Vanuatu, no Pacífico, é possível enviar e receber cartões postais à prova d´água utilizando esta caixa de correio.

Localizado em uma região de águas rasas, com apenas três metros de profundidade, este posto de correio é bem acessível para turistas e locais.

A caixa de correio submersa

 

10. O Titanic

Poucas coisas submersas são tão grandes ou tão famosas quanto o R.M.S. Titanic. Ele foi o maior cruzeiro do mundo na sua época, e acabou naufragando ainda em sua primeira viagem. Com uma estimativa de mortos entre 1.500 pessoas, este foi considerado o maior acidente marítimo em tempos de paz da história.

Em 1985, um grupo de pesquisadores finalmente encontrou os destroços do gigantesco navio, localizado cerca de 300 quilômetros da costa de Newfoundland. Desde então dezenas de expedições foram lançadas para estudar melhor a maravilha afundada.

O Titanic

Gostou? Curta nossa pagina no Facebook e fique por dentro das novidades!

Viu algum erro ou gostaria de dar uma sugestão para atualizarmos esta matéria? Colabore com a nossa equipe clicando aqui.

COMENTÁRIOS